Como Fazer e Aplicar a Matriz BCG

São muitas as empresas que possuem certa dificuldade para analisar e ver os motivos, pelos quais, estão entrando em declínio de lucro, ou até mesmo, déficit financeiro. E, os problemas dessas empresas, podem estar nos produtos e serviços oferecidos. Para combater esse problema, existe a Matriz BCG

O Estadunidense chamado Bruce Henderson, em 1970, inventou um método, para a empresa Boston Consulting Group (BCG), que tem por objetivo de analisar a satisfação dos produtos e serviços prestados aos consumidores. 

Com isso, Bruce conseguiu identificar quais eram os produtos com mais possibilidade de lucro, que possuíam baixo investimento. E quem sabe, Bruce no passado, fez algum curso de personal organizer, que permitiu que ele pensasse dessa maneira e aprendesse a como ter foco, rs?

Treinamento mapas mentais

O que é a Matriz BCG?

A Matriz BCG é uma metodologia que é usada para a análise de desempenho dos serviços prestados e/ou produtos comercializados, de uma empresa em relação a satisfação do consumidor ou cliente. E também, essa ferramenta permite que você aprenda a como ser organizado.

Com isso, a Matriz BCG tem a capacidade de fazer com que os gestores tenham uma ampla visão sistêmica sobre seus produtos ou serviços. Portanto, podem analisar os que dão mais retorno ao fluxo de caixa e, retirar os que tomam tempo, esforço, e até os que geram déficit para a empresa.

Assim como a Matriz Eisenhower, a Matriz BCG é bem fácil de fazer e ajuda a você aprender a como ser mais produtivo. Porém, é necessário que haja bastante conhecimento dos produtos e serviços prestados.

A matriz BCG permite que o gestor faça a avaliação de cada produto, em um gráfico, permitindo classificá-lo em cada quadrante da Matriz BCG. No término, o gestor poderá decidir se vai continuar investindo por mais lucros, ou, se vai dar uma pausa no investimento, para que não haja mais prejuízos para a empresa. 

Como Usar a Matriz BCG

A matriz BCG é formada por duas grandezas, que são: a taxa de crescimento do mercado; e participação do produto no mercado

Os produtos ou serviços oferecidos devem ser inseridos em cada quadrante, de acordo com as suas características, dentro das categorias abaixo:

  • Vacas leiteiras: são produtos que te dão bastante retorno financeiro, e que não precisam de investimentos elevados;
  • Estrelas: são aqueles produtos que dão lucros, mas que também, geram investimentos altos para que consigam ser vendidos;
  • Pontos de interrogação: são os produtos que não dão tanto retorno financeiro, mas que são uma aposta para o mercado atual;
  • Abacaxis: mostram que são pouco procuráveis pelo público ou que não dão lucro, além de não serem nem uma aposta para o futuro. (Exemplo: Locadoras de filmes na década atual). 

Quando você terminar de colocar os produtos nas categorias citadas na Matriz BCG, seu próximo passo é analisar e tomar a decisão se vai manter o produto sendo comercializado ou não. Recomendações:

  • Vacas leiteiras – Para os produtos dessa categoria, você deve continuar com os produtos à disposição dos consumidores e aumentar os investimentos se houver ascensão.
  • Estrelas – Para os que são “Estrelas”, você deve avaliar se ainda vale investir nos produtos que detêm muita procura, pelos clientes.
  • Pontos de interrogação – O monitoramento dos produtos dessa faixa deve ser constante. Pois, podem se tornar “estrelas” ou cair para “abacaxis”esses produtos podem tanto se tornar estrelas como também abacaxis.
  • Abacaxis – Os produtos que não geram lucro e nem têm procura, o mais certo a se fazer é descartá-los.